Síndrome Nefrótica

Síndrome Nefrótica é uma doença renal cujos sintomas principais são o edema (inchaço) de todo o corpo como face, pálpebras, abdômen e genitais, urina com espuma e algumas alterações laboratoriais: albumina baixa, colesterol elevado, triglicérides elevados e excesso de proteínas na urina.

Não é muito comum, mas temos percebido um maior número de casos novos nos últimos anos, ainda sem explicação encontrada.

Para o diagnóstico da doença, exames simples de sangue e urina são feitos em qualquer serviço ou laboratório, entretanto o tratamento exige o conhecimento do especialista em Nefrologia Pediátrica.

O tratamento inicial da Síndrome Nefrótica geralmente é feito em hospitalização, sendo necessário uso de antibióticos, albumina endovenosa, antibióticos e cortisona.

Após alta, torna-se extremamente importante a criança ter um acompanhamento especializado em ambulatório ou consultório, com o Nefropediatra, de forma muito frequente e responsável.

No tratamento dessa doença, o relacionamento entre médico, paciente e familiares é crucial pois a doença tem muitas complicações como as descompensações, e o tratamento total pode durar anos. Sendo assim, os bons resultados ocorrem nos casos de bom acompanhamento médico.

A terapia pode ser feita com corticoide e as vezes imunossupressores, o que causa uma diminuição da defesa do organismo, dessa forma colocando o paciente com maior risco de infecções. Portanto, as crianças devem ser frequentemente examinadas e avaliadas pelo especialista.

As chances de cura da doença são muito elevadas, entretanto os casos que não tem resposta adequada, ou mostram alterações como sangue na urina, pressão alta, idades específicas, devem ser biopsiados e podem ter tratamentos diferenciados.

Torna-se importante que a família receba um bom apoio médico, visto que o tratamento é longo e exige consultas frequentes e uso de muitas medicações.

Logo Dra. Ana Carbone

Consultas
(11) 2613.6231 
(11) 96570.0882 
(11) 95067.7788